quinta-feira, 29 de maio de 2008

Aqui me tens de regresso

Abram alas para o bom-filho-à-casa-torna, o quem-foi-rei-não-perde-a-majestade, o lobo-perde-os-dentes-mas-não-o-costume e todos os clichês aplicáveis às reincidências célebres. Depois de meses sem blogar, bateu de novo a necessidade de ventilar os miolos escrevendo de forma não-remunerada.

A Árvore, meu blog anterior, entrou em animação suspensa no final do ano passado por pura obsolescência. Temática, eu diria. Ele era bastante ligado a circunstâncias anteriores da minha vida que, a pau e corda, consegui mudar ou pelo menos meter num cercado.

Volto à blogolândia com a proposta de fazer um conteúdo mais amplo, com vista para o mar e a serra, menos restrito ao meu universo interno. Não que eu vá deixar meus insights egóicos, acho que não saberia fazer isso. Preciso sempre drenar essa parte da vida, e vou continuar fazendo isso com a mesma destilação de idéias que costumava. Vide título. Mas a idéia é dar mais espaço a crítica, à análise, ao comentário.

Hora de tirar o pó. E ver dessa vez onde as coisas vão parar, se é que vão.

1 Comentários:

Blogger Fabi =^..^= disse...

Eu sou muito ocupada no trabalho, sabe...
Tanto que até tenho tempo para ler o teu antigo blog, comecei do começo e gosto do que leio, acabei de dar risadas com um post de 15 de abril de 2003, que tu falas da tua TV...
Manda um abraço pro Professor Pardal!

5:48 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial