quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Maracutaia e hiperrealidade

A corrupção brasileira e o consumo de informação

Esses dias, uma celebrada matéria da The Economist falando sobre a decolagem econômica do Brasil tocou num ponto dolorido. Segundo a revista, no País que um dia foi governado por um regime ditatorial militar, hoje "uma imprensa livre e vigorosa denuncia a corrupção, embora ela exista em grande quantidade e boa parte dela fique impune".

Esta semana, aconteceu de novo. Os telejornais repetem sem parar as imagens do governador do Distrito Federal e seus asseclas recebendo bolos de dinheiro e escondendo a grana em cuecas e meias, que é pro fisco não comer.

E está tudo ali. A risada debochada, as portas fechadas, a dissimulação, o ato de esconder dinheiro aos maços em lugares pouco convencionais da roupa e do corpo. Tem até um vídeo em que os envolvidos se abraçam e oram, agradecendo a Deus pela propina.

A corrupção brasileira fincou os dois pés na era das grandes tragédias captadas em vídeo. E assim como acontece em catástrofes de impacto global, apenas saber da desgraça já não nos satisfaz. Precisamos ver o vídeo da coisa acontecendo, repetir mil vezes, regurgitar o terror da coisa toda até todo mundo se cansar. E eu me pergunto se não é nisso que estão todos se concentrando dessa vez. Nas imagens. Nesse negócio nojento que é ver e rever os horrores - e se contentar com isso - em vez de cobrar que sejam punidos.

Eu me pergunto, também, se essa visibilidade crescente vai ter algum efeito prático na nossa formação como pessoas cívicas, ou se tudo o que as vozes do Brasil conseguirão repetir será, mais uma vez, um invejoso e cada vez mais tóxico "cadê o meu".


Foto: http://www.flickr.com/photos/danisarda/

Marcadores: , ,

2 Comentários:

Anonymous Anita disse...

posta de 3 em 3 meses? rs..

5:58 PM  
Blogger Fabiano Gama disse...

é, meu caro, exposição à informação já não significa muita coisa.Sem o senso crítico, aquilo nunca é convertido em justiça e sem reflexão a informação nunca se transforma em aprendizado. Aí tudo não passa de espetáculo de um lado e masturbação mental do outro. Ma é tyudo tentáculo de um monstro maior.. vários tentáculos de um monstro maior. Qual seria o nome dele? (por favor, não me venham com "O Sistema", pelamordedeus)

6:26 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial