quarta-feira, 7 de abril de 2010

Em compensação

Calma. O ser humano tem jeito.

Depois de falar da Emily Howell, ficou um desconcerto no ar. Então é assim, os caras criam um software compositor e condenam a música a um futuro industrializado? Não, claro que não. Não existe substituto para a sensibilidade. Pelo menos ainda.

Uma prova disso é o violonista coreano Sung Ha Jung, que virou um fenômeno no YouTube graças a sua técnica ao executar complicados arranjos clássicos e populares. Soa pouco impressionante? Talvez fosse, se quando Sung-Ha Jung estourou na Web ele não tivesse apenas oito anos de idade.

A humanidade anda fora de moda, eu sei. Mas isso é só fase. É zeitgeist. Quer uma dica? Quando eu perco a esperança na raça humana, assisto ao vídeo abaixo. É o piazinho coreano tocando um arranjo que simula todos os instrumentos do Cânon em Ré, de Pachelbel, ao mesmo tempo. Desarma a gente:

Marcadores: , ,

2 Comentários:

Blogger Fabi disse...

Por mais que inventem softwares constutores de música, jamais perderemos a beleza da música executada e composta por humanos, é o que eu penso!

11:56 AM  
Blogger Fabi disse...

Nossa, ele tem várias outras músicas, tão maravilhosas quanto esta!

11:58 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial