terça-feira, 10 de agosto de 2010

Crise na indústria de alimentos é grave, afirmam líderes do setor

Lideranças dizem ser impossível estimar o número de demissões. Queda na demanda é maior desde a década de 70.

VEVEY, Suíça - Lideranças globais da indústria de alimentos reunidas hoje na cidade suíça de Vevey afirmaram que a atual crise do setor é a mais grave nos últimos 33 anos. O comitê que discute medidas para prevenir a falência da indústria alimentícia foi formado às pressas sexta-feira passada, quando a notícia de que o consumidor Fabiano Schüler iniciava uma dieta controlada por nutricionistas abriu a possibilidade de um súbito colapso desse mercado em âmbito global.

"É a maior queda na demanda por alimentos supérfluos desde 1977, quando Fabiano nasceu", ressaltou Julianne LeBain, vice-presidente de marketing do departamento de chocolates e sobremesas da Nestlé. "De lá para cá, não houve um dia sem que ele consumisse quantidades comercialmente relevantes dos nossos produtos."

Nesta quinta-feira (5), os líderes reunidos anunciaram que o número de demissões decorrente da crise ainda não pode ser estimado. Foi o que afirmou Charles McDoughal, representante executivo da Unilever. "Infelizmente, não temos como estimar o impacto sobre a empregabilidade da indústria. Talvez fique na casa das centenas de milhões. Não sabemos", declarou McDoughal enquanto tinha sua pressão arterial medida na enfermaria do centro de convenções. "Doces, salgados, massas, molhos, cerveja. Ele não está consumindo mais nada disso. Só anteontem, cinquenta e duas refinarias de açúcar fecharam as portas em Taipei. Isso é grave. Muito grave".

Efeitos positivos - Nem todos os segmentos lamentam a turbulência. A Associação Sul-Americana de Produtores de Hortaliças anunciou esta manhã que projeta lucros recordes para o terceiro trimestre de 2010. "Tivemos um súbito aumento nas vendas de alface, pepino, cenoura e tomate-cereja", salienta José Figueira Micheletti, presidente da entidade, garantindo que a produção não sofrerá gargalos. "Estamos comemorando a boa fase. Sabemos de fontes seguras que Fabiano tem planos para uma reeducação completa, não apenas uma dieta passageira. Esse é o tipo de notícia que esperávamos havia décadas. E agora está aí. Esse é o nosso grande momento".

Os preços das commodities agrícolas corroboram as declarações da associação. Na primeira semana de agosto, os índices de desempenho do mercado subiram uma média de 1,4 mil pontos percentuais na BM&F.

Alívio - O otimismo é ecoado pela comunidade acadêmica. Michael Von Dorff, doutor em Astrofísica do Centro de Pesquisas Nucleares e de Hipergravidade em Munique, Alemanha, participa dos debates em Vevey como convidado. Ele tem uma perspectiva diferente da situação. "Estávamos preocupados", disse Von Dorff à imprensa. "Fabiano vinha acumulando uma quantidade de gordura que desafiava todo o conhecimento científico. Segundo todas as previsões e modelos, ele atingiria massa crítica a qualquer minuto".

Para o cientista, o fato de a "Massa F" ter sido reduzida em dois quilos na última semana traz toda uma nova esperança para o futuro da raça humana. "Ninguém sabia o que iria acontecer se uma reação em cadeia se iniciasse", afirma. "Talvez Fabiano explodisse como uma ogiva nuclear. Talvez virasse um buraco negro, devorando não só toda a comida, mas todos os planetas, estrelas e galáxias do Universo. Seria o fim de tudo. Agora, com a possível reversão desse quadro, a malha do espaço-tempo tem uma chance de não se romper".

O comitê internacional para gestão da crise segue recebendo novas adesões. Na noite de quarta-feira, foi a vez da Associação Paulista de Pizzarias e Panificadoras que enviou um representante à Europa em caráter emergencial.

As reuniões deliberativas devem se prolongar pelo fim de semana. Não há previsão para o encerramento das atividades.

Marcadores: , , ,

5 Comentários:

Blogger Giselle disse...

Um primor fabiânico, como de costume.
Menção honrosa pra "Massa F".
=)

12:33 PM  
Blogger PC disse...

Desculpe, mas não tive outro jeito de entrar em contato com você.
Ainda quer blogueiro que faça tratamento de saúde?
Você fala comigo no jouybh@gmail.com (se eu não estiver na hemodiálise

8:07 PM  
Blogger Maiara Bettio disse...

Se supera, né?!

11:06 AM  
Blogger Felipe disse...

Nossa nem me fale, essa reeducação alimentar é o mau da geração y. ótimo post e me uno a vc nesta luta violenta contra a gula.

@Felip_Ferreira

4:57 PM  
Blogger Xracer disse...

Que texto fantástico !

Parabéns, muito bem humorado e caprichado !

Excelente !

5:27 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial