domingo, 19 de fevereiro de 2012

O moderador das moscas

Um comentário incompleto sobre a natureza humana em mídias sociais decadentes. Ou uma piada sem graça. Escolhe aí.

CENA: INT. - QUARTO DE WILLIAM GOLDING NO ALÉM. NOITE.

Em uma noite de 2012, o fantasma de William Golding dorme em sua cama no mundo além-túmulo. Um secretário (25 anos, cabelo loiro encaracolado, túnica branca, asas e auréola) entra no quarto, apressado:

SECRETÁRIO:
Seu William! Seu William! Acorda!

WILLIAM GOLDING
(acordando):
Zzzzhã?

SECRETÁRIO:
Acorda, seu William! Acorda!

WILLIAM GOLDING:
Nossa, calma, já acordei. O que foi?

SECRETÁRIO:
(muito agitado):
A... o... (engasga) Aq... Ah!

WILLIAM GOLDING:
Que é isso, homem? É uma notícia ruim?

SECRETÁRIO:
N.. Não!!!

WILLIAM GOLDING:
Então o que foi? Desembucha, homem!

SECRETÁRIO:
Tudo... tudo o que o senhor escreveu. Tudo o que disse sobre a natureza humana e a luta pelo pequeno poder no seu livro mais famoso... Tudinho! Está tudo acontecendo!

WILLIAM GOLDING:
Céus, é... é verdade?

SECRETÁRIO:
S...sim!

WILLIAM GOLDING:
Mas era... era...

SECRETÁRIO:
...ficção?

WILLIAM GOLDING
(com lágrimas nos olhos):
Ficção... e deu tanto trabalho... Tanto trabalho!

SECRETÁRIO:
Não mais, seu William. Não mais! Agora está tudo acontecendo!

WILLIAM GOLDING
(levantando-se, fazendo menção de vestir-se e sair):
Onde, homem? Onde? Eu quero ver! Eu preciso VER isso.

SECRETÁRIO:
Não precisa se vestir, seu William. É numa comunidade do Orkut.

WILLIAM GOLDING
(sentando-se outra vez)
Ah, bom.

FADE-OUT.

Marcadores: , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial